finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bolsas asiáticas abrem em alta seguindo Wall Street

Índice Nikkei, de Tóquio, sobe 2,45%; Hang Seng, de Hong Kong, aumenta 3,98% e Xangai, 6,05%

Agências internacionais,

27 de novembro de 2008 | 02h03

As Bolsas asiáticas inciaram a jornada com alta generalizadas, seguindo Wall Street e após a União Européia propor um pacote de gastos governamentais de 200 bilhões de euros (US$ 259 bilhões) para evitar uma crise econômica desastrosa, numa decisão que deve testar os limites para os déficits orçamentários do bloco.   Veja também: Unibanco e AIG desfazem associação após 11 anos UE propõe pacote de estímulo de 200 bilhões de euros Fed anuncia novo resgate de US$ 800 bi nos EUA De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise     O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio abriu em alta e, minutos após a abertura do pregão, subia 2,45%, para 8.414,79 pontos. Por sua vez, o indicador Topix avançava 1,93%, para 832,97 pontos.   O dólar também abriu em alta no mercado de divisas de Tóquio, a 95,62 ienes, contra os 94,93 ienes do fechamento anterior. O euro era cotado a 123,34 ienes e a US$ 1,2896, frente às cotações de 122,97 ienes e de US$ 1,2954.   Em Hong Kong, o índice Hang Seng subia 532 pontos (3,98%), aos 13.901,45. O índice geral da Bolsa de Xangai aumentava 6,05%, aos 2.012,69 pontos.   O índice PSEI da Bolsa de Manila subia 23,25 pontos (1,20%), aos 1.956,16. Em Jacarta, o índice JKSE aumentava 19,17 pontos (1,61%), aos 1.212,32.   O índice SET da Bolsa de Bangcoc ganhava 6,10 pontos (1,54%), aos 389,12. Já o índice KLCI de Kuala Lumpur operava nos primeiros minutos do pregão em alta de 7,68 pontos (0,90%), aos 864,05. O índice Straits Times da Bolsa de Cingapura subia 1,16 ponto (0,07%), aos 1.712,29.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.