Bolsas asiáticas abrem em baixa na contramão de Nova York

Japão perdia 4,89% no meio da jornada; Seul caía abaixo de 1.000 pontos pela primeira vez em 3 anos

Agências internacionais,

24 de outubro de 2008 | 01h40

As bolsas asiáticas abriram em queda o pregão desta sexta-feira, 24, na contramão da Bolsa de Nova York que fechou com ganhos na quinta-feira. Os investidores continuam com medo de uma recessão global.   Veja também: Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise    O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio abriu em baixa, e, minutos após o início do pregão, caía 2,74%, para 8.228,53 pontos. Por sua vez, o indicador Topix recuava 2,75%, para 847,70 pontos.   No meio da jornada, a queda do Nikkei chegava a 413,99 pontos, 4,89%, até 8.046,99 pontos. Enquanto, o Topix perdia 37,92 pontos, 4,35%, até 833,78 pontos.   O dólar abriu em leve baixa a 97,58 ienes, frente aos 97,68 ienes do fechamento anterior. Já o euro abriu em alta a 125,90 ienes e a US$ 1,2897, frente às cotações de 125,22 ienes e de US$ 1,2819 do fechamento de quinta-feira.   Em Hong Kong, o índice Hang Seng baixava 281,86 pontos (2,05%), aos 13.478,63.   Na Coréia do Sul, índice Kospi caiu abaixo de 1000 pontos pela primeira vez em mais de três anos. O indicador chegou a 998,33 pontos na manhã desta sexta-feira. Depois ele se recuperou para 1,000.43 pontos.   Em Manila, o índice PSEI perdia 32,48 pontos (-1,63%), aos 1.963,44. A queda em Jacarta era de 48,72 pontos (-3,64%), aos 1.288,49.   As outras Bolsas asiáticas também operavam no vermelho. Cingapura perdia -3,46%; Bangcoc -2,44% e Kuala Lumpur -1,60%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.