Bolsas asiáticas abrem pregão em baixa, após posse de Obama

Nikkei, de Tóquio, caía 2,7%, para 7.847,24 pontos e Hang Seng, de Hong Kong, perdia 425,17 pontos (3,28%)

Agências internacionais,

21 de janeiro de 2009 | 01h08

As Bolsas asiáticas abriram o pregão desta quarta-feira, 21, em baixa, após a posse do primeiro presidente negro dos Estados Unidos, Barack Obama.   Veja também: De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio abriu em baixa e, minutos após o início do pregão, caía 2,7%, para 7.847,24 pontos. Já o indicador Topix perdia 2,51%, para 784,80 pontos.   O dólar começou em baixa no mercado de divisas de Tóquio, a 89,77 ienes, contra os 90,41 ienes do último fechamento. O euro era cotado a 115,70 ienes e a US$ 1,2880, frente às cotações de 117,04 ienes e de US$ 1,2945 do último fechamento.   O índice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong perdia 425,17 pontos (3,28%), aos 12.534,60. O índice composto Psei, da Bolsa de Valores de Manila, caía 12,77 pontos (0,67%), aos 1.885,16. Em Cingapura, o índice Straits Times perdia 46,31 pontos (2,69%), aos 1.677,06, na abertura do pregão desta quarta-feira.   O índice seletivo KLCI, do pregão de Kuala Lumpur, estava em 874,36 pontos, após perder 6,01 (0,11%). O índice seletivo JKSE, de Jacarta, perdia 17,61 pontos (1,31%), aos 1.326,54, na abertura do pregão desta quarta-feira. O índice SET, de Bangcoc, caía 3,25 (0,75%), aos 429,94 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.