-15%

E-Investidor: como a queda do PIB afeta o mercado financeiro

Bolsas asiáticas abrem sem tendência definida

Tóquio, Kuala Lumpur e a bolsa vietnamita operavam em alta; Cingapura encabeçava perdas

Efe,

17 de março de 2009 | 00h55

Grande parte das bolsas asiáticas abriram o pregão desta terça-feira, 17, em baixa, acompanhando as perdas de Nova York causadas pelo anúncio da American Express de que o número de pessoas com dificuldade para efetuar pagamentos de cartão de crédito cresceu. Tóquio, Kuala Lumpur e a bolsa vietnamita operavam em alta.

 

Veja também

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise 

especialDicionário da crise  

 

O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio abriu em alta de 43,02 pontos (0,56%), aos 7.747,17. O segundo indicador, o Topix, que reúne as ações mais negociadas, subia 4,44 pontos (0,60%), até 746,13. Ao meio dia, o principal indicador japonês aumentava 114,67 pontos (1,49%). No Vietnã, o seletivo VNIndex abriu em 262,76 pontos, após somar 8,20, 3,22%. Na Malásia, a bolsa de Kuala Lumpur subia 0,31%, para se situar em 843,50 pontos.

 

Já a bolsa de Cingapura encabeçou as perdas nos mercados do sudeste asiático durante a abertura. O índice Straits Times perdia 17,25 pontos, 1,09%, até 1.569,07 pontos.

 

Na Indonésia, o índice composto JKSE baixava 8,51 pontos, 0,64%, para 1.316,34. Nas Filipinas, o seletivo PSEI, de Manila, perdia 8,93 unidades, 0,50%, para ficar em 1.760,74 pontos. O indicador SET do mercado de Bangcoc caía 0,98 pontos, 0,23%, e iniciou a jornada em 423,63 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.