Bolsas asiáticas fecham em baixa atingidas por Wall Street

Os mercados asiáticos voltaram a cair nesta quarta-feira, com investidores nervosos e com posições vendidas em descoberto e administradores de fundos desovando ações após mais um dia de fortes baixas em Wall Street. Ontem, o Dow Jones caiu pelo quarto dia consecutivo e terminou em -1,1%. O Nasdaq caiu 4,18%. A Bolsa de Hong Kong foi uma das mais afetadas na Ásia, com o índice Hang Seng cedendo 341,90 pontos (-3,3%), para terminar em 9.971,99 pontos, o que representou o menor nível desde 22 de outubro de 2001.As ações do HSBC registraram uma perda de 3,4%, com os investidores atribuindo parte das vendas ao comportamento negativo das gigantes financeiras norte-americanas. Ontem, o Citigroup despencou US$ 5,04, ou 16%, após cair 18% na sessão anterior. O JP Morgan derreteu US$ 4,44, ou 19%, depois de uma perda de 6,1% na segunda-feira. Os mercados da Coréia do Sul e de Taiwan, que tem grande presença de empresas de tecnologia, computarem perdas acentuadas.O índice Kospi, da Bolsa de Seul, fechou em 721,41 pontos, com desvalorização de 22,11 pontos (-2,97%). Em Taipé, o índice Taiwan Weighted recuou 119,75 pontos (-2,32%), para 5.039,48 pontos. Em Cingapura, o índice Straits Times terminou a sessão em 1.522,80 pontos, com baixa de 42,92 pontos (-2,74%). Na Malásia, o índice KLSE recuou 9,22 pontos (-1,27%), para 715,10 pontos. Na Indonésia, o índice Jacarta Composto encerrou a sessão em 460,02 pontos, com queda de 17,05 pontos (-3,57%). Em Bangcoc, o Thai Set fechou em 374,44 pontos, apresentando baixa de 13,52 pontos (-3,48%). Nas Filipinas, o índice PSE Composto terminou a sessão em 1.149,03 pontos, após ceder 9,02 pontos (-0,78%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.