Bolsas asiáticas iniciam semana com resultados negativos

Índice japonês estava em baixa de 1,3% nesta segunda-feira depois de atingir o menor nível em 26 anos

Agências internacionais,

27 Outubro 2008 | 00h03

  As bolsas asiáticas abriram o pregão desta segunda-feira, 27, com resultados negativos. O índice japonês Nikkei estava em baixa de 1,3 por cento nesta segunda-feira (horário local) depois de atingir o menor nível em 26 anos, com um iene forte e ações de bancos em queda pesando sobre o mercado acionário com os contínuos temores sobre a economia global.   G7 está preocupado com a 'excessiva volatilidade' do iene Bolsa do Japão abre em baixa e se recupera no meio da jornada Banco central chinês adverte para queda de exportações Consultor responde a dúvidas sobre crise   Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira  Dicionário da crise    O índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio abriu em leve baixa de 1,85 ponto (0,02%), aos 7.647,23. O segundo indicador, o Topix, que reúne todos os valores da primeira jornada, caiu 8,11 pontos (1%), para 798,00.   O dólar abriu negociado a 93,52 ienes no mercado de divisas de Tóquio, frente aos 95,14 ienes do fechamento da sexta-feira. Já o euro abriu cotado a 118,05 ienes, frente aos 120,52 ienes do fechamento da última jornada. Com o dólar, o euro era negociado na abertura a US$ 1,2614, frente a US$ 1,2665 da sexta-feira.   Em Seul, o índice Kospi caía 1,57 ponto (0,16%), aos 937,18. O indicador de valores tecnológicos Kosdaq caiu 8,81 pontos (3,18%), para 267,87.   O índice Hang Seng da Bolsa de Valores de Hong Kong perdia 245,63 pontos (1,95%), aos 12.372,75.   Manila abriu em forte queda de 136,37 pontos (6,98%), aos 1.817,12. Em Jacarta, a baixa chegava a 76,60 pontos (6,15%), aos 1.168,27. O índice SET de Bangcoc, na Tailândia, caía 7,99 pontos (1,86%), para 424,88.   As bolsas de Kuala Lumpur, na Malásia, e de Cingapura permanecem fechadas por causa da festividade indiana do Diwali.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.