Bolsas asiáticas seguem Wall Street e abrem em queda

Índice Nikkei da Bolsa de Tóquio caía 261,16 pontos (-2,88%); Hang Seng de Hong Kong baixava -2,86%

Agências internacionais,

11 de novembro de 2008 | 00h56

As Bolsas asiáticas abriram em baixa o pregão desta terça-feira, 11, seguindo Wall Street que fechou em queda após o temor com o tamanho da recessão que pode atingir o mundo todo voltar a dominar os negócios.   Saiba os assuntos que serão discutidos no G-20 De olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29 Como o mundo reage à crise  Entenda a disparada do dólar e seus efeitos Especialistas dão dicas de como agir no meio da crise Dicionário da crise    O índice Nikkei da Bolsa de Tóquio abriu em queda de 261,16 pontos (-2,88%), 8.820,27 pontos. Já o Topix, que reúne as ações mais negociadas, descia 22,54 pontos (2,43%), aos 894,41 pontos.   O dólar abriu negociado a 97,95 ienes no mercado de divisas de Tóquio, frente aos 99,12 ienes da jornada anterior. O euro era negociado a 124,87 ienes, frente aos 127,07 ienes da última jornada. Com o dólar, a moeda européia era trocada a US$ 1,2743, frente a US$ 1,2820 de sexta-feira.   Em Hong Kong, o mercado também abriu em queda. O índice Hang Seng baixava 421,68 pontos (2,86%), aos 14.322,95.   Em Cingapura, o índice Straits Times baixava 44,31 pontos (2,35%), aos 1.840,71. O seletivo KLCI da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, caía 7,40 pontos (0,82%), aos 896,84.   O indicador composto PSEI da Bolsa de Valores de Manila, nas Filipinas, caía 3,28 pontos (0,17%), aos 1.935,69. O seletivo JKSE de Jacarta perdia 18,90 pontos (1,41%), aos 1.321,78.   Em Bangcoc, o índice SET baixava 1,68 ponto (0,37%), aos 454,76.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.