Bolsas asiáticas têm recuperação por expectativa do Fed

As principais bolsas asiáticasfecharam em alta nesta terça-feira, ganhando força para ensaiaruma recuperação frente a um possível corte de juros do FederalReserve a ser anunciado nesta tarde. Contudo, alguns mercados sofreram depois que o premiêchinês expressou dúvidas sobre se o país irá atingir a meta deinflação para o ano. Às 7h55 (horário de Brasília) o índice MSCI da ÁsiaPacífico exceto Japão mostrou fôlego próximo ao fim dosnegócios e fechou em alta de 0,97 por cento, depois de perder4,5 por cento na véspera. "O Fed está fazendo tudo que pode para trazer estabilidadeaos mercados financeiros. Mas os últimos cortes nãofuncionaram, então, quem pode prever algo?", afirmou LucianaChan, diretora da Macquarie Equities na Austrália. Os nervos ainda à flor da pele, com o dólar se mantendofraco em meio a dúvidas sobre se a força monetária dos EstadosUnidos será suficiente para enfrentar a crise financeira globalque ameaça a maior economia do mundo. O índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong fechou em alta de1,4 por cento, a 21.384 pontos. Outros grandes mercados também tiveram recuperação, com oíndice Nikkei, da bolsa de Tóquio, subindo 1,5 por cento, para11.964 pontos graças ao movimento de compra em ações maisdesvalorizadas, como a Canon . Na Coréia do Sul e Taiwan as bolsas tiveram alta de menosde 1 por cento,. Os futuros dos fundos do Fed refletem a expectativa de queo banco central norte-americano corte a taxa de juros em 1ponto percentual dos atuais 3 por cento. Em Xangai a queda foi de 3,9 por cento para o pior nível emoito meses. O premiê chinês Wen Jiabao afirmou nesta terça-feira queestá confiante de que os preços serão controlados este ano, masexpressou dúvidas sobre se o país conseguirá atingir sua metade inflação de 4,8 por cento para este ano. Na Austrália o principal índice fechou estável.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.