Bolsas brasileiras mudam pregões por horário de verão

Funcionamento da Bovespa será atrasado em uma hora e funcionará das 11 h às 18 h

Milton F.da Rocha Filho, da Agência Estado,

15 de outubro de 2007 | 08h40

A partir desta segunda-feira, 15, as bolsas de Valores (Bovespa) e a Mercadorias & Futuros (BM&F) mudam de horários se adaptando ao horário de verão que adiantou em 1 hora, os relógios a partir da zero hora do último domingo. O pregão da Bovespa começará às 11 horas e irá até às 18 horas. O leilão de pré-abertura, para registro de ofertas para a formação do preço teórico de abertura será realizado a partir das 10h45 até às 11 horas.   O chamado call de fechamento na Bovespa, para ativos negociados no mercado a vista que fazem parte da carteira de qualquer um dos índices da Bovespa e para as séries de opções de maior liquidez funcionará das 17h55 até às 18 horas.   Quanto a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), a alteração nos horários, além do horário de verão brasileiro, também terá a partir de 4 de novembro, a influência do termino do horário de verão nos Estados Unidos. O mercado futuro de café (café arábica) terá o seu pregão eletrônico começando a operar às 9 horas e o viva voz às 10h30, com término às 15h30.   Os mercados de índices da BM&F começarão às 10 horas no pregão eletrônico e 11 horas no viva voz, com exceção do índice Bovespa (Ibovespa) que começará às 10h15 e o viva voz às 11h45. A BM&F informou ainda que a partir de 5 de novembro até 15 de janeiro de 2008, o horário-limite para exercício de opções de café arábica será às 17 horas.   A BM&F também comunicou que a sessão after-hours dos mercados futuros de Ibovespa e IBRX-50 será suspensa durante o horário de verão, embora possa ser realizada excepcionalmente, mediante comunicação prévia ao mercado. Continuarão inalterados os horários de pregão de viva voz e eletrônico dos demais mercados informou o diretor geral da instituição, Edemir Pinto.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsahorário de verãoBovespaBM&F

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.