Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsas caem antes da decisão do Fed

Expectativa de que o banco central dos EUA dê sinais de que a economia está saindo da recessão ditou cautela

Claudia Violante, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

12 de agosto de 2009 | 00h00

A Bovespa recuou 1,88%, aos 55.761,16 pontos, ontem. Dados econômicos na China abaixo do esperado, recuo nos preços de commodities e operações relacionadas ao vencimento de índice futuro hoje ampararam o movimento. Além disso, a expectativa com a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed), hoje, ditou a cautela nas principais Bolsas dos Estados Unidos e da Europa, que caíram mais de 1%. Os economistas esperam que a taxa de juros dos Fed Funds permaneça na faixa atual de zero a 0,25%. Eles estarão atentos ao comunicado da reunião, no qual o banco central norte-americano poderá dar sinais sobre a perspectiva de recuperação da economia norte-americana nos próximos meses e sobre estratégias de saída para os programas de estímulo monetário adotados até agora. Em Nova York, o movimento de ajuste iniciado 2ª feira se estendeu e as bolsas recuaram, pressionadas especialmente pelas quedas nos papéis do setor financeiro. O índice Dow Jones caiu 1,03% e o Nasdaq, 1,13%. Na Europa, o FTSE-100 em Londres perdeu 1,08%. O dólar à vista cedeu 0,32%, a R$ 1,843 no balcão. A taxa de juro de janeiro de 2011 caiu a 9,81%.FRASEPaulo MateusEcon. para Brasil do Barclays ao AE Broadcast ao Vivo''BC já foi agressivo nos juros. Agora está em cenário desconhecido, com Selic em 8,75%, e não sabe qual impacto na economia. Selic pode subir na metade de 2010 até 9,50% no fim do ano''

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.