Bolsas caem e dólar sobe no mês

Ibovespa e os índices de ações em Nova York subiram ontem, mas não neutralizaram as quedas em novembro e no ano

Claudia Violante, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

29 de novembro de 2008 | 00h00

Inebriada principalmente pelo efeito Barack Obama nesta semana, a Bovespa chegou perto de apagar as perdas de novembro. Mas não foi desta vez que o ciclo de baixa iniciado em junho foi interrompido. Apesar da alta ontem de 1,06%, aos 36.595,87 pontos, o Ibovespa caiu 1,77% em novembro e 42,72% no ano. Nessa sexta-feira, as bolsas fecharam mais cedo em Wall Street e com sinaispositivos. O índice Dow Jones subiu 1,17% e o Nasdaq, 0,23%, amparados por informações de que a Black Friday, como é conhecida a sexta-feira posterior ao feriado de Ação de Graças nos EUA, não teria sido tão fraca quanto se imaginava. Pelo menos, algumas varejistas, como a Macy´s, já comemoraram os resultados melhores do que as previsões. Contudo, em novembro, o Dow Jones caiu 5,32% e, no ano, apura baixa de 33,44%; e o Nasdaq perdeu 10,77% e 42,10%, respectivamente. O dólar à vista subiu ontem 1,45%, a R$ 2,314 no balcão; no mês, 7,33%; e no ano até agora, 30,37%. Já os juros devolveram parte dos prêmios embutidos em outubro dada a expectativa de que a taxa Selic poderá ficar estável por um bom tempo. O juro de janeiro de 2010 cedeu para 14,45%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.