Bolsas da Ásia avançam com ajuda a Dubai

Ajuda a Dubai ajudou principais índices a fecharem com ganhos nesta segunda-feira

Reuters,

14 de dezembro de 2009 | 07h55

As principais bolsas asiáticas subiram nesta segunda-feira depois que Dubai disse ter recebido 10 bilhões de dólares em ajuda de Abu Dhabi, o que derrubou o iene e impulsionou o euro, juntamente com a melhora no apetite ao risco.

 

"É tudo questão de apetite por risco", disse Sean Callow, estrategista de moedas no Westpac Banking Corporation. "Se Dubai não declarar moratória e não houver uma agitação nos mercados como se temia no fim de novembro, então os ativos e moedas de mais risco podem ter um desempenho melhor."

 

Dubai disse ter recebido 10 bilhões de dólares de Abu Dhabi para ajudar a pagar 4,1 bilhão de dólares em bônus nesta segunda-feira. Depois de perder quase 1 por cento, o índice MSCI da Ásia Pacífico exceto Japão subia 0,34 por cento, aos 409 pontos.

 

A bolsa de Xangai avançou 1,71 por cento, a 3.302 pontos, enquanto que o índice Hang Seng de Hong Kong teve alta de 0,84 por cento, em 22.085 pontos.

 

Em Tóquio o índice Nikkei teve leve queda de 0,02 por cento, aos 10.105 pontos. "Os mercados receberam bem as notícias sobre o resgate de Dubai por ora, mantendo o Nikkei acima de 10.000 pontos", disse Hiroaki Kuramochi, chefe de ações na Tokai Tokyo Securities.

 

SEUL se valorizou em 0,47 por cento, a 1.664 pontos. TAIWAN teve alta de 0,31 por cento, a 7.819 pontos. SYDNEY encerrou com valorização de 0,41 por cento, a 4.654 pontos.  Já CINGAPURA perdeu 0,04 por cento, a 2.799 pontos.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Ásia,Dubaimercadosbolsas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.