Bolsas da Ásia caem após impasse no Congresso dos EUA

As bolsas de valores asiáticas fecharam em baixa nesta sexta-feira, com investidores esperando mais volatilidade depois que os parlamentares dos Estados Unidos não conseguiram resolver o impasse sobre o teto da dívida do país.

REUTERS

29 de julho de 2011 | 07h50

Já o euro caía depois que a agência de classificação de risco Moody's colocou o rating "AA2" da Espanha em revisão para possível rebaixamento, agravando as preocupações com a crise de dívida europeia -- especialmente após o registro dos maiores rendimentos em 11 anos durante um leilão de bônus de 10 anos na Itália.

Os esforços para evitar um calote de dívida sem precedentes nos EUA encontraram outro obstáculo. Alguns parlamentares republicanos dissidentes se recusaram a apoiar o plano de redução de déficit proposto por seus próprios líderes, adiando uma votação marcada para a noite de quinta-feira.

O índice MSCI das ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 1,16 por cento às 7h50 (horário de Brasília). Na semana, o índice acumula queda de cerca de 1,5 por cento.

Mesmo os mercados da Indonésia e de Taiwan -- que vinham registrando um desempenho superior em relação às outras bolsas da região neste ano -- lideraram os declínios, com perdas de 1 por cento.

O índice de Seul caiu 1,05 por cento. Em Hong Kong, o mercado retrocedeu 0,58 por cento e a bolsa de Taiwan recuou 1,40 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai perdeu 0,26 por cento. Cingapura encerrou em baixa de 0,02 por cento e Sydney fechou com desvalorização de 0,88 por cento.

(Por Saikat Chatterjee)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.