Bolsas da Ásia caem após impasse sobre déficit nos EUA

A maioria das bolsas de valores asiáticas fechou em baixa nesta terça-feira, com a confiança do investidor abalada por temores sobre a capacidade de políticos de ambos os lados do Atlântico em combater seus enormes montantes de dívida pública.

ALEX RICHARDSON, REUTERS

22 de novembro de 2011 | 07h32

O dólar manteve-se na máxima em seis semanas contra uma cesta de moedas no pregão da Ásia , com os bancos europeus fugindo para a segurança da divisa dos Estados Unidos, o que indica alta aversão a risco.

As ações da China e de Hong Kong foram abatidas depois que dados do banco central mostraram que Pequim pode ter vendido moeda estrangeira para elevar o iuan pela primeira vez em quatro anos, sinalizando raros afluxos de capital da segunda maior economia do mundo.

O fracasso do "supercomitê" parlamentar dos EUA em acertar um plano de redução de déficit foi outro golpe à confiança dos mercados, que há semanas anda diminuída por causa da crise de dívida da Europa.

O índice MSCI das ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão tinha leve oscilação positiva de 0,18 por cento.

Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,40 por cento, tendo alcançado o menor patamar dos últimos oito meses.

O índice de Seul subiu 0,34 por cento. A bolsa de Taiwan tombou 0,61 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai perdeu 0,10 por cento. Cingapura avançou 0,71 por cento e Sydney fechou com desvalorização de 0,72 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.