Bolsas da Ásia caem por realização de lucros, mirando Fed

As bolsas de valores asiáticas fecharam em baixa nesta terça-feira, saindo do maior nível em três anos, com uma onda de realização de lucros antes da reunião do Federal Reserve nesta semana, onde investidores esperam receber dicas sobre quando começará a retirada da política monetária expansionista nos Estados Unidos.

REUTERS

26 de abril de 2011 | 07h53

A desvalorização da prata contagiou o ouro e o mercado de petróleo, que chegou a cair mais de 1 dólar após o diretor-executivo da Saudi Aramco dizer que a Arábia Saudita não está satisfeita com os preços atuais do petróleo.

"Há uma certa redução dos riscos, porque o mercado quer ver se (o chairman do Fed, Ben) Bernanke dirá algo sobre uma mudança de política", disses Tetsu Emori, gestor de fundos da Astmax Investments, em Tóquio.

A bolsa japonesa fechou em queda de 1,17 por cento. O índice da região Ásia-Pacífico exceto o Japão caía 0,25 por cento às 7h50 (horário de Brasília), depois de atingir o maior nível desde 2008 na semana passada.

Em Seul, o mercado recuou 0,44 por cento, mas chegou a uma nova máxima recorde mais cedo e deve ultrapassar outros índices asiáticos neste mês.

A alta de quase 5 por cento acumulada pelas ações da Coreia do Sul em abril foi puxada por montadoras de veículos e fabricantes de chips. As primeiras se beneficiam da produção reduzida das rivais japonesas, que foram prejudicadas pelo terremoto e o tsunami de março, e as últimas ganham impulso dos fortes resultados da Intel e da Apple.

Em Hong Kong, o mercado caiu 0,54 por cento e a bolsa de Taiwan recuou 0,03 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai perdeu 0,88 por cento. Cingapura encerrou em baixa de 0,50 por cento, enquanto Sydney destoou, fechando com ganho de 1,13 por cento.

(Por Saikat Chatterjee)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.