Bolsas da Ásia fecham em alta, BC japonês desaponta

As principais bolsas asiáticas fecharam em alta nesta segunda-feira, com o mercado japonês subindo depois do banco central do país ter anunciado apenas pequenos ajustes monetários, o que decepcionou investidores à espera de medidas mais agressivas.

VIKRAM S.SUBHEDAR, REUTERS

30 de agosto de 2010 | 07h58

Às 7h58 (horário de Brasília), o índice MSCI que acompanha as bolsas da região da Ásia Pacífico exceto Japão tinha alta de 1,2 por cento, aos 405 pontos.

Em TÓQUIO o índice Nikkei fechou com valorização de 1,76 por cento, em 9.149 pontos, tocando a máxima de 3 por cento pouco antes do anúncio do BC japonês.

Em uma reunião emergencial, o banco central do Japão votou pela ampliação do programa de empréstimos a uma taxa fixa barata para bancos, mas não anunciou mais medidas para conter a alta no iene que tem ameaçado a já frágil recuperação econômica do país.

"Se o BC japonês realmente quisesse fazer algo a respeito da força do iene, teria feito algo sobre as pressões inflacionárias. A atual política de fazer nada simplesmente não funciona", disse Robert Rennie, estrategista cambial na Wesrpac em Sydney.

Em HONG KONG o índice Hang Seng fechou em alta de 0,68 por cento, a 20.737 pontos. XANGAI terminou com valorização de 1,61 por cento, em 2.652 pontos, enquanto TAIWAN ganhou 0,24 por cento, aos 7.741 pontos.

Em SEUL a bolsa subiu 1,77 por cento, para 1.760 pontos.

Em SYDNEY o mercado australiano ganhou 1,89 por cento, a 4.452 pontos.

CINGAPURA fechou em alta de 0,62 por cento, para 2.957 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.