Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsas da Ásia fecham sem direção comum em meio a incertezas

As bolsas de valores da Ásia terminaram sem direção comum nesta segunda-feira, em meio a preocupações sobre resultados corporativos e uma projeção ainda incerta para a economia global.

RAFAEL NAM, REUTERS

18 de maio de 2009 | 08h14

O avanço dos mercados financeiros na Índia impulsionou o índice de ações asiático. Às 8h07 (horário de Brasília), o MSCI que reúne as principais bolsas da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 2,07 por cento, para 304 pontos.

"Indicadores econômicos recentes mostram que a piora da economia parece ter acabado, mas agora nós precisamos ver sinais de recuperação ou será difícil as ações subirem decisivamente", afirmou Yoku Ihara, gerente do departamento de informações de investimento do Retela Crea Securities.

Investidores esperam que o declínio da economia global já atingiu o fundo do poço, embora o tempo e a força potencial de uma recuperação ainda estejam incertos.

O indicador MSCI disparou 53 por cento frente à mínima atingida em 4 de março, para o maior patamar anual no dia 11 de março, mas o salto dos mercados acionários tem mostrado sinais de fraqueza nos últimos dias.

A confiança do consumidor japonês melhorou em abril, segundo pesquisa mensal da Reuters, enquanto a do consumidor norte-americano em maio também foi otimista.

Por outro lado, recentes projeções fracas das principais empresas asiáticas, como a Panasonic e a Sony, e outros sinais de fraqueza na Europa não inspiram confiança.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, recuou 2,44 por cento, para 9.038 pontos, menor patamar de fechamento desde 1o de maio, com as ações de exportadores sob pressão mediante a firmeza do iene em relação ao dólar.

A Panasonic despencou 7,6 por cento após ter previsto um prejuízo anual maior que o esperado na sexta-feira, abatida por uma fraca demanda, pelo recuo dos preços e por custos de reestruturação.

A bolsa de SYDNEY perdeu 1 por cento, com os papéis de mineradoras australianas como a BHP em baixa, seguindo um declínio acentuado nos preços do petróleo e dos metais. O mercado de SEUL recuou 0,36 por cento.

As ações em Hong Kong reverteram perdas iniciais e fecharam em alta de 1,38 por cento.

TAIWAN subiu 1,37 por cento, enquanto CINGAPURA ganhou 1,55 por cento e XANGAI 0,28 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.