carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Bolsas da Ásia fecham sem direção comum; Nikkei avança

As bolsas de valores da Ásia terminaram sem direção comum nesta segunda-feira, com o índice Nikkei, de Tóquio, em alta de 0,2 por cento, atingindo o maior patamar de fechamento em seis meses. O avanço do indicador foi puxado por ações do setor financeiro, como as do Mizuho Financial, em meio a otimismo sobre o sistema bancário e a economia.

REUTERS

11 de maio de 2009 | 07h54

Já a montadora Toyota Motor, maior do mundo, recuou 4,8 por cento após prever um prejuízo anual muito maior que o esperado.

"Ganhos contínuos nas ações do setor financeiro ajudaram a compensar a pressão negativa sobre ações relacionadas à exportação, como as de montadoras", disse Soichiro Monji, estrategista-chefe da Daiwa SB Investments.

"Investidores estrangeiros, que anteriormente reduziram a compra de ações japonesas, estão aparecendo, conforme os resultados dos testes de estresse dos EUA e a divulgação dos balanços corporativos japoneses não tem sido tão ruins como se temia", acrescentou Monji.

A bolsa de TAIWAN subiu 0,97 por cento, enquanto a de SEUL teve leve alta de 0,21 por cento.

Na contramão, SYDNEY perdeu 0,4 por cento, CINGAPURA retrocedeu 3,22 por cento e XANGAI caiu 1,75 por cento.

HONG KONG também registrou desvalorização, de 1,74 por cento. "Parece que o fluxo de capital na Ásia começou a desacelerar e há realização de lucros na região", disse Steve Cheng, diretor associado da Shenyin Wanguo.

"Os recentes ganhos do mercado precisam ser mantidos em perspectiva. A alta está sendo conduzida por esperanças de que o pior momento para a economia já passou, mas nós ainda podemos precisar de evidências mais sólidas dos indicadores econômicos", afirmou Fumiyuki Nakanishi, gerente do SMBC Friend Securities.

Às 7h46 (horário de Brasília), o índice MSCI recuava 0,6 por cento, para 305 pontos, após ter operado em terreno positivo mais cedo. Desde o início de março, quando caiu ao pior nível, o indicador acumula alta de cerca de 52 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.