Bolsas da Ásia fecham sem sincronia

As Bolsas da Ásia não mostraram sincronia nesta 5ªF. A queda de 2,31% do índice Nasdaq, ontem, nos EUA, contaminou as ações de tecnologia, afetando alguns índices referenciais dos pregões asiáticos, enquanto a confirmação da queda de 0,50 ponto porcentual da taxa de juro nos EUA não gerou nenhum movimento eufórico, já que estava computada nos preços dos papéis. Alguns operadores, no entanto, destacaram que a possibilidade de o Federal Reserve voltar a reduzir os juros em breve serviu de compensação para o mercado, preocupado com uma recessão na maior economia capitalista do globo. Em Hong Kong, o índice Hang Seng, subiu 0,38%. Nas Filipinas, as declarações de Joseph Estrada, afirmando que ainda é o presidente do país, ofuscaram o impacto do esperado corte de 0,50 ponto porcentual da taxa de juro norte-americana e provocaram queda de 1,06% no índice PSE Composto. Na Bolsa de Seul, o índice Kospi fechou em baixa de 0,91%, com a realização de lucros dos investidores de varejo. Em Taiwan, os investidores realizaram lucros acumulados nas últimas duas sessões, levando o índice Taiwan Weighted a cair 0,64%. Na Indonésia, o índice Jacarta Composto teve alta de 1,16%. Na Malásia, o índice KLSE valorizou 0,69%. Na Bolsa de Bangcoc, o índice Thai Set caiu 0,69%. A Bolsa de Cingapura recuou 0,44%. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.