Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsas da Ásia fecham sem tendência antes de balanços do 3otri

As bolsas de valores da Ásia terminaram sem direção comum nesta segunda-feira, após dados de emprego dos Estados Unidos incitarem a cautela dos investidores antes da temporada de resultados corporativos do terceiro trimestre.

LINCOLN FEAST, REUTERS

05 de outubro de 2009 | 08h07

Números mais fracos que o esperado sobre o mercado de trabalho dos Estados Unidos pressionaram a confiança dos investidores, embora analistas tenham dito que as demissões não alteraram as expectativas de que a economia norte-americana irá se recuperar gradualmente.

Empregadores norte-americanos fecharam 263 mil postos de trabalho em setembro, acima das demissões de agosto e da previsão de analistas.

"Embora os dados (de emprego dos Estados Unidos) tenham sido ruins e o otimismo sobre a economia norte-americana possa ter diminuído, eu não acho que os participantes do mercado pensem que isso significa que a perspectiva para a economia dos EUA está arruinada", disse Hideyuki Ishiguro, supervisor do departamento de estratégia em investimentos da Okasan Securities, no Japão.

"Eu acredito que apenas indica que o sentimento do mercado voltou a ser neutro por enquanto", acrescentou Ishiguro.

Os investidores também se mostraram atentos ao início da temporada de resultados corporativos do terceiro trimestre, que começa nos Estados Unidos nesta semana.

Corte de despesas ajudaram os resultados do segundo trimestre a superarem as expectativas, mas analistas agora buscam mais sinais sustentáveis de melhora nas receitas.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, recuou 0,59 por cento, para 9.674 pontos, atingindo o menor patamar de fechamento em 11 semanas, com exportadores liderando as perdas em meio a temores sobre a fragilidade da recuperação econômica dos Estados Unidos e a recente valorização do iene.

"Com o foco cada vez mais na divulgação dos balanços corporativos da primeira metade do ano financeiro do Japão, os investidores estão apostando que a firmeza do iene sem dúvida atingirá as perspectivas dos exportadores", disse Masayoshi Okamoto, diretor de operações da Jujiya Securities.

Contudo, um avanço das ações da Fast Retailing, após ter dito que as vendas domésticas na rede de roupas casuais Uniqlo saltaram 32 por cento em setembro, forneceu algum suporte ao indicador.

O mercado de SEUL apresentou o pior desempenho da região, caindo 2,29 por cento, para 1.606 pontos.

CINGAPURA cedeu 0,8 por cento e SYDNEY perdeu 0,62 por cento.

Na contramão, as ações negociadas em Taiwan avançaram 0,35 por cento e em HONG KONG subiram 0,26 por cento.

A bolsa de XANGAI permaneceu fechada em razão de feriado.

Às 7h59 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne as principais ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,19 por cento, para 383 pontos.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.