coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Bolsas da Ásia retomam alta após fala de Bernanke

As bolsas de valores da Ásia subiram nesta quarta-feira após comentários do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, que trouxeram alta para ações do setor financeiro. Bônus governamentais recuaram depois que investidores transferiram recursos para ativos de risco maior, enquanto o ouro se manteve depois de disparar nas últimas semanas diante de temores crescentes sobre a saúde financeira de países que tentam conter a crise. Bernanke afirmou que os principais bancos deverão enfrentar uma recessão severa, mas sem serem nacionalizados. Os comentários reduziram preocupações de que as maiores instituições financeiras precisem ser assumidas pelo Estado por causa das pesadas perdas que sofreram com a crise global de crédito. Mas os investidores mostraram pouca reação à fala do presidente norte-americano, Barack Obama, de que identificou 2 trilhões de dólares em custos que podem ser cortados na próxima década, enquanto tenta minimizar o grande gasto fiscal que o governo está assumindo para reviver a economia. As exportações do Japão despencaram um recorde de 45,7 por cento em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado, mostraram dados nesta quarta-feira, indicando uma dura contração na atividade econômica no primeiro trimestre. Apesar disso, as ações em Tóquio foram ajudadas em parte depois que o ministro da Economia informou que o governo está buscando compra de ações para apoiar o mercado, medida que pode conter as perdas que os grandes bancos do país estão sofrendo em suas carteiras. A bolsa de TÓQUIO fechou em alta de 2,65 por cento, a 7.461 pontos. Enquanto isso, o índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão operava em alta de 1,2 por cento às 7h20 (horário de Brasília). A bolsa de SEUL avançou 0,3 por cento, HONG KONG teve valorização de 1,6 por cento e XANGAI subiu 0,3 por cento. TAIWAN registrou alta de 1,43 por cento, CINGAPURA operou praticamente estável, com oscilação positiva de 0,15 por cento. A bolsa de SYDNEY foi na contra-mão, fechando em baixa de 0,12 por cento.

ERIC BURROUGHS, REUTERS

25 de fevereiro de 2009 | 07h32

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.