Bolsas da Ásia sobem antes de balanços trimestrais nos EUA

As bolsas de valores da Ásia subiram para o maior nível desde maio de 2008 nesta quarta-feira, lideradas por setores mais sensíveis a ciclos de crescimento econômico e antes da divulgação de resultados de empresas nos Estados Unidos.

YOKO NISHIKAWA, REUTERS

19 de janeiro de 2011 | 08h11

Um rali de ativos mais arriscados levou o índice norte-americano S&P 500 para o maior nível desde setembro de 2008 e tem alimentado esperanças de que a maior economia do mundo poderá retornar ao caminho do crescimento sustentado.

Além disso, surpresas positivas na divulgação de balanços de empresas norte-americanas deve ajudar a manter o rali ativo.

O índice MSCI que reúne bolsas de valores da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão exibia alta de 1,1 por cento por volta das 8h (horário de Brasília), a 486 pontos. O movimento foi apoiado por setores como tecnologia, petróleo e matérias-primas.

O Goldman Sachs divulga resultados trimestrais ainda nesta quarta-feira, com analistas esperando queda no lucro trimestral, atingido por fraqueza no ambiente de negócios com renda fixa.

Na quinta-feira será a vez de Morgan Stanley e o Bank of America publica seu balanço na sexta-feira. O Google também divulga números no final desta semana e os dados da Caterpillar saem na próxima semana.

Uma temporada positiva de resultados de empresas dos Estados Unidos deve incentivar companhias japonesas a registrarem avanços em recuperação. A bolsa de Tóquio teve valorização de 0,36 por cento.

A bolsa de Xangai subiu 1,81 por cento, enquanto o mercado em Hong Kong teve ganho de 1,1 por cento.

Em Seul, a bolsa teve valorização de 0,9 por cento, enquanto Taiwan apurou ganho de 1,1 por cento, e Cingapura teve desvalorização de 0,23 por cento. A bolsa de Sydney encerrou em alta de 0,68 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.