finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bolsas da Ásia sobem com dados da China e recorde em Wall St

Novos dados destacando uma recuperação na China e o fechamento recorde em Wall Street impulsionaram as ações asiáticas nesta quinta-feira.

CHIKAKO MOGI, Reuters

11 de abril de 2013 | 07h35

Às 7h30 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão subia 0,93 por cento, puxado por setores cíclicos como tecnologia, que ganhava 1,87 por cento.

Dados divulgados nesta quinta-feira mostraram que os bancos chineses fizeram novos empréstimos em moeda local no valor de 1,06 trilhão de iuanes (171,2 bilhões de dólares), ampliando as evidências de que uma recuperação econômica está sendo alimentada pelo crédito amplo.

Os dados seguiram-se aos números comerciais de quarta-feira, que sinalizaram uma recuperação na demanda doméstica.

O novo número de empréstimos "é realmente grande e mostra que há amplo financiamento na economia chinesa para dar suporte ao crescimento e é positivo para a confiança", disse o economista sênior do Credit Agricole CIB, Dariusz Kowalczyk.

As ações australianas subiram 0,79 por cento, enquanto as sul-coreanas se recuperaram de perdas anteriores para avançar 0,3 por cento.

No Japão, o índice Nikkei avançou 1,96 por cento depois de atingir mais cedo o maior nível desde julho de 2008.

As ações de Hong Kong registraram avanço de 0,3 por cento. A bolsa de Taiwan fechou com alta de 1,36 por cento, enquanto o índice referencial de Xangai teve baixa de 0,3 por cento. Cingapura ganhou 0,47 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROBOLSAASIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.