Bolsas da Ásia sobem por otimismo com Fannie Mae e Freddie Mac

As principais bolsas asiáticasfecharam em alta nesta sexta-feira depois da notícia de que osEstados Unidos estão considerando assumir as duas maioresempresas de empréstimos imobiliários do país, a Fannie Mae e aFreddie Mac, o que reduziu parte dos temores acerca doaprofundamento da crise global de crédito. Os mercados reagiram com alívio depois de ver as ações daFannie e da Freddie caírem 30 e 45 por cento esta semana,respectivamente, por receios de que ambas companhias possam nãoser capazes de obter o capital que precisam para sobreviver."Os investidores irão prestar atenção em qualquer notíciapositiva, especialmente se envolver essas financiadorasimobiliárias dos Estados Unidos", afirmou Mona Chung, gerentede fundos na Daiwa Asset Management, em Hong Kong. "Mas isso parece outro ajuste de curto prazo e ainda nãoconseguimos ver o fim do túnel até onde a turbulência do setorfinanceiro chega", pontuou. Às 7h50 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúnemercados da região da Ásia-Pacífico exceto o Japão tinha altade 1,25 por cento, aos 420 pontos, caminhando para a primeirasemana de ganho desde meados de maio. Na contramão, o índice Nikkei, da bolsa de TÓQUIO,fechoucom desvalorização de 0,21 por cento, aos 13.039 pontos. A bolsa de HONG KONG teve alta de 1,66 por cento, para22.184 pontos. Na Coréia do Sul, o principal índice de SEULavançou 1,96 por cento, a 1.567 pontos. Em XANGAI o mercadosubiu 0,65 por cento e TAIWAN teve alta de 2,4 por cento. Na Austrália, a bolsa de SYDNEY subiu 0,86 por cento, para4.979 pontos, enquanto CINGAPURA teve alta de 0,87 por cento.

KEVIN PLUMBERG, REUTERS

11 de julho de 2008 | 08h04

Mais conteúdo sobre:
BOLSAASIAMANHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.