Bolsas da Europa sobem impulsionadas por metais e bancos

Forte desempenho dos mercados na Ásia também influencia os pregões europeus; ouro renova máxima

estadao.com.br,

03 de dezembro de 2009 | 07h30

As bolsas da Europa operam em alta nesta quinta-feira, 3, impulsionadas pelo bom desempenho dos mercados asiáticos, após o Nikkei-225 fechar com ganho superior a 3%. Ações ligadas a metais básicos disparam nas praças europeias, enquanto o ouro renova mais uma vez seu recorde de alta. Os bancos também eram destaque no lado positivo, após o Bank of America anunciar na quarta-feira que vai pagar US$ 45 bilhões em fundos tomados do governo federal durante a crise, para escapar de restrições impostas pela administração norte-americana. Às 9 horas (de Brasília), Londres subia 0,7% e Frankfurt e Paris tinham alta de 1%.

 

Veja também:

link 'Fluxo de dólar para o Brasil é bolha', diz Nobel de Economia

link BCE deve sinalizar retirada de estímulos e melhorar cenário

link Bank of America devolverá US$ 45 bi de resgate ao governo

 

Os investidores agora aguardam pelas palavras do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet. Analistas esperam que o BCE dê início ao delicado processo de remover em estágios seu suporte à economia, com base em novas previsões econômicas que provavelmente mostrarão um cenário melhor. A taxa básica de juros, contudo, ainda deve ser mantida, no recorde de baixa de 1%, segundo todos os 80 economistas ouvidos em uma pesquisa da Reuters.

 

Na Ásia, as bolsas de valores registraram alta no pregão desta quinta, em mais um dia de apetite por risco por parte dos investidores e de alta das commodities, depois que o ouro marcou novo recorde de alta, a US$ 1.226,10 a onça.

"Enquanto o crescimento continuar saudável e nenhum dos grandes bancos centrais apertar a política monetária, achamos que o rali da Ásia se estenderá pelo menos até o primeiro semestre do ano que vem", disse Khiem Do, diretor do Baring Asset Management.

"Há muito interesse nas bolsas dos mercados emergentes e há muito dinheiro saindo da Europa e dos Estados Unidos", disse Alex Boggis, administrador do Aberdeen Asset Management.

A bolsa de Tóquio subiu 3,84%, a 9.977 pontos. A queda do iene favoreceu a alta de empresas exportadoras, enquanto a alta do ouro impulsionou os papéis relacionados a metais. Em Sydney, a bolsa subiu 0,26%, para 4.774 pontos. A mineradora BHP Billiton ganhou 1,3%.

Em Hong Kong, a bolsa teve ganho de 1,19%, a 22.553 pontos. Em Seul, o índice ganhou 1,47%, a 1.615 pontos. Cingapuraencerrou em alta de 0,42%, a 2.808 pontos, e Taiwanteve oscilação positiva de 0,09%, a 7.684 pontos. Por outro lado, em Xangai houve queda de 0,16%, a 3.264 pontos.

 

(com Reuters e Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:
BolsasEuropaÁsiaouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.