Bolsas de Tóquio fecham em alta; Filipinas e Austrália caem

Parte dos mercados asiáticos não operam nesta quinta-feira por conta do feriado do Ano Novo chinês

Priscila Arone e Ricardo Criez, da Agência Estado,

07 de fevereiro de 2008 | 07h37

Com os principais mercados asiáticos fechados por causa do feriado do Ano Novo chinês, somente Filipinas, Austrália, Tailândia e Índia realizaram negócios nesta quinta-feira 7. Segundo a Dow Jones, não houve negociações em Hong Kong, China, Taiwan, Coréia, Malásia, Cingapura e Indonésia.   O mercado filipino registrou a terceira queda consecutiva, seguindo o desempenho de Wall Street. O índice PSE Composto caiu 0,2%, para 3.223,20 pontos, num pregão de baixa movimentação financeira. PNOC Energy Development, o papel mais negociado do dia, caiu 3,4%. PLDT fechou em queda de 0,3%, depois de seus ADRs terem recuado 0,4% na quarta. As bolsas da Tailândia e indiana ainda operavam até às 7h15 (de Brasília), quando apresentavam queda, respectivamente, de 0,27% e 2,51%.   A Bolsa da Austrália permaneceu nervosa, com o quinto pregão seguido em baixa, com os investidores andando de lado após os recentes sinais de que a economia dos EUA caminha para a recessão. O índice S&P/ASX 200 caiu 0,2%, para 5.596,7 pontos, com fraco volume de negociações. Westpac e ANZ tiveram o maior impacto negativo, com queda de 3,1% e 1,7%, respectivamente. Em recuperação durante a sessão, Commonwealth Bank subiu 0,6% e National Australia Bank ganhou 0,1%. BHP Billiton fechou em alta de 0,7%, enquanto sua rival Rio Tinto teve baixa de 0,1%.   O principal índice da Bolsa de Tóquio fechou em alta nesta quinta-feira. Os investidores procuraram papéis de empresas com bons rendimentos, como fabricantes de equipamentos de precisão e companhias aéreas, em antecipação ao vencimento dos contratos de opção, na sexta-feira.   A primeira parte do pregão foi muito volátil e o Nikkei 225 chegou a ficar abaixo dos 13 mil pontos pela primeira vez em duas semanas. No final do dia, o Nikkei 225 registrava alta de 107,91 pontos, ou 0,8%, em 13.207,15 pontos.   Os papéis de empresas aéreas registraram fortes ganhos. Japan Airlines subiu 2,8% e All Nippon Airways avançou 3,7% em razão das perspectivas de aumento das tarifas domésticas para acompanhar a alta dos preços dos combustíveis. Empresas do setor naval também tiveram bom desempenho. Nippon Yusen registrou aumento de 4,8% e Mitsui O.S.K. Lines fechou em alta de 1,6%.   Siderúrgicas estiveram entre as grandes baixas do dia. Nippon Steel caiu 3,4% depois que a Mitsubishi UFJ Securities reduziu o rating da empresa. JFE Holdings teve baixa de 1,6%. Taiyo Yuden despencou 7,2% depois que várias corretoras reduziram a classificação de risco da empresa em razão da queda da demanda por chips capacitores multilayer, seu principal produto.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas asiáticas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.