Bolsas e juros caem; dólar sobe

Índices de ações não sustentaram os ganhos iniciais e terminaram no negativo, após dados ruins nos EUA

Claudia Violante, Silvana Rocha e Luciana Xavier, O Estadao de S.Paulo

23 de dezembro de 2008 | 00h00

O mercado financeiro operou com volumes de negócios reduzidos no exterior e no Brasil, ontem, e tende a diminuir ainda mais o ritmo nas próximas sessões por causa dos feriados de final de ano. As bolsas norte-americanas e a brasileira chegaram a subir pela manhã, mas inverteram para queda em meio a indicadores ruins nos EUA. Em Nova York, o Dow Jones recuou 1,18% e o Nasdaq, 0,71%. A Bovespa declinou 3,05%, para 36.470,78 pontos. A redução de posições em ações desta vez foi induzida principalmente pelo tombo das vendas de imóveis usados nos EUA e a queda do índice de atividade industrial do Federal Reserve de Richmond, ambos em novembro. O recuo da inflação americana medida pelo índice de preços PCE também reforçou a percepção negativa sobre o futuro da economia. O dólar recuperou as perdas intraday e subiu ante o euro, a libra esterlina e o iene em meio à queda do petróleo. Contudo, o dólar à vista no balcão caiu 0,13%, a R$ 2,387, após a venda pelo Banco Central de cerca de US$ 450 milhões no mercado.Os juros futuros persistiram em baixa, diante da expectativa de queda da produção, da inflação local e da taxa Selic em 2009. A juro de janeiro de 2010 recuou a 12,28%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.