Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsas europeias avançam, puxadas pelo setor de energia

As bolsas de valores europeias subiram nesta quinta-feira, mas fecharam abaixo das máximas do dia após dados econômicos divergentes nos Esados Unidos.

REUTERS

19 de maio de 2011 | 13h02

Alguns estrategistas dizem que as ações podem ficar presas dentro de uma faixa até que o cenário macroeconômico melhore.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,64 por cento, para 1.138 pontos.

O número de norte-americanos que apresentaram pedidos de auxílio-desemprego caiu na semana passada, mas outros dados sobre o setor imobiliário e sobre a atividade industrial regional sugeriram que a economia continua com um ritmo moderado de crescimento.

"Estamos um pouco presos a uma faixa. Uma parte dessa incerteza macroeconômica precisa ficar menos visível para rompermos essa faixa para cima", disse Bill Dinning, diretor de estratégia de investimentos da Aegon Asset Management, em Edimburgo. Ele administra 48,8 bilhões de libras em ativos.

O índice do setor de energia subiu 1,1 por cento, acompanhando a alta dos preços do petróleo na quarta-feira após a queda dos estoques nos Estados Unidos. A BP subiu 1,9 por cento, ajudada por uma recomendação de "compra" do Bank of America Merrill Lynch.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,55 por cento, a 5.955 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX avançou 0,75 por cento, para 7.358 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,25 por cento, para 4.027 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou em alta de 0,54 por cento, a 21.559 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou ganho de 0,32 por cento, aos 10.376 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve valorização de 0,46 por cento, a 7.732 pontos.

(Reportagem de Brian Gorman)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.