Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bolsas europeias caem com fim de rali de bancos

Os principais índices de ações europeus fecharam em queda nesta quinta-feira, depois que um rali do setor bancário foi interrompido e os resultados da farmacêutica AstraZeneca não animaram os investidores. Novas evidências de enfraquecimento econômico mundial também pesaram sobre o mercado. O índice FTSEurofirst 300 caiu 1,77 por cento, para 796 pontos, após três dias de alta. O indicador perdeu 45 por cento em 2008, atingido pela crise de crédito que provocou baixas contábeis nos bancos. "Os dados econômicos continuam a desapontar", disse Georgina Taylor, estrategista de ações da Legal & General Investment Management. "Algumas pessoas vêem a estabilização desses dados, mas nós não vemos isso." "Para nós, o mercado ainda está volátil. Haverá ralis e quedas... o que aconteceu neste início de ano foi uma falsa esperança." Os bancos contribuíram com as maiores perdas do índice, após terem apresentado forte recuperação no início da semana. O UBS mergulhou 9,7 por cento, enquanto operadores mencionavam rumores de um possível prejuízo de 1 bilhão de francos suíços (865,1 milhões de dólares) nas atividades do quarto trimestre. O UBS se recusou a comentar. O Lloyds recuou 12,2 por cento, após ter disparado mais de 50 por cento na quarta-feira. Santander, Barclays, Credit Suisse, Deutsche Bank e HSBC caíram entre 2,5 e 6,3 por cento. As ações da AstraZeneca recuaram 6,3 por cento, após o grupo ter divulgado lucros fracos no quarto trimestre, anunciado o corte de 6 mil empregos e divulgado uma perspectiva cautelosa sobre as vendas em 2009. Os dados de desemprego continuam a fornecer sinais de enfraquecimento econômico. O número de desempregados na Alemanha subiu em 56 mil no mês de janeiro --terceira alta seguida e maior avanço em quase quatro anos. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em queda de 2,45 por cento, a 4.190 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 2,01 por cento, para 4.428 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 caiu 2,15 por cento, para 3.009 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em queda de 1,01 por cento, a 14.361 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 2,58 por cento, a 8.477 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 fechou com variação positiva de 0,02 por cento, a 6.402 pontos. (Reportagem de Brian Gorman)

REUTERS

29 de janeiro de 2009 | 15h50

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.