Bolsas européias caem pressionados por bancos e mineradoras

As bolsas de valores européias caíram nesta quinta-feira, pressionadas por ações de bancos e mineradoras, à medida que a divulgação de uma série de dados econômicos pessimistas aumentou os temores de recessão global profunda. Também pesaram sobre o mercado as vendas fracas do Wal-Mart, maior varejista do mundo. O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,79 por cento, para 870 pontos, depois de chegar à mínima de 859 pontos durante o pregão. O Wal-Mart registrou vendas fracas em dezembro e reduziu sua previsão trimestral de lucro, enquanto muitos outros varejistas também alertaram que seus resultados podem ser piores que o esperado. O setor bancário contribuiu com as maiores perdas do índice, com destaque para as ações de Commerzbank, Deutsche Bank, Standard Chatered e DT Postbank. Os papéis de mineradoras também tiveram baixa, na esteira dos preços de metais que recuaram com as preocupações sobre a desaceleração da demanda por matérias-primas. BHP Billiton, Anglo American, Vedanta Resources, Xstrata e Rio Tinto caíram entre 3,1 e 6 por cento. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou com variação negativa de 0,05 por cento, a 4.505 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 1,17 por cento, para 4.879 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 cedeu 0,65 por cento, para 3.324 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em alta de 0,22 por cento, a 15.993 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou queda de 1,05 por cento, a 9.469 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve recuo de 1,29 por cento, a 6.607 pontos. (Reportagem de Atul Prakash)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.