Bolsas européias começam o dia em forte queda

As principais bolsas européias vivem hoje mais um dia de intenso nervosismo, com perdas variando entre 4% e 5% durante o pregão da manhã de hoje. O índice FTSE 100 da Bolsa de Valores de Londres chegou a registrar uma perda de 4,5%, caindo abaixo dos 3700 pontos, o seu nível mais baixo em quase seis anos. Ao longo deste mês, o índice acumula perdas superiores a 20%, uma das performances mais negativas de sua história. Os índices futuros também indicam uma maior acentuação das perdas, em todos os setores.O agressivo movimento de venda constatado hoje nos mercados europeus está ancorado nos pobres resultados de empresas farmacêuticas Akzo Nobel e Sereno e nas preocupações com a performance da Siemens . Além disso, os estoques dos bancos também estão sendo afetados pelos escândalos contábeis nos Estados Unidos. Corretores afirmam há forte tendência de fuga do mercado acionário para títulos soberanos, os bônus.Analistas salientam que o comportamento do mercado financeiro continua desassociado dos indicadores econômicos nos Estados Unidos e Europa, que apontam uma recuperação econômica. "É primeira vez que vemos os mercados financeiros não acompanhando as notícias positivas do lado da economia", disse Robert Prior, do HSBC. "O problema é que sé a recuperação econômica se mostrar de fôlego curto e tivermos um novo desaquecimento em 2003, a janela de oportunidade para os mercados acionários iniciarem uma recuperação poderá passar rapidamente."

Agencia Estado,

24 de julho de 2002 | 07h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.