Bolsas européias despencam com temor sobre setor financeiro

Índice que reúne as principais bolsas da região cai 2,51%, para o menor fechamento desde junho de 2005

Reuters,

11 de julho de 2008 | 13h10

As bolsas européias despencaram nesta sexta-feira, com ações financeiras atingidas por mais um evento negativo no setor. De acordo com os dados, o FTSEurofirst 300 perdeu 2,51%, para 1.127 pontos - menor fechamento desde junho de 2005, segundo dados da Reuters. O índice perdeu 3% na semana e 25% desde o início do ano. "O mercado tem sido pressionado e a tendência de queda continua", disse Christian Schmidt, analista do banco alemão Helaba. Investidores de ambos os lados do Atlântico foram atingidos pela notícia de que o governo norte-americano estaria considerando assumir as agências de hipotecas Freddie Mac e Fannie Mae.  Na Europa, o banco francês Credit Agricole caiu 2,5%. O Royal Bank of Scotland recuou 8,6% após notícias que a Zurich Financial Services desistiu de participar do leilão do setor de seguros da RBS. As ações de energia tiveram alta, com os preços do petróleo superando US$ 147 por barril.  Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 2,69%, a 5.261 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX caiu 2,41%, para 6.153 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 desabou 3,09%, para 4.100 pontos.  Em Milão, o índice Mibtel encerrou com desvalorização de 2,48%, a 21.351 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 registrou queda de 3,03%, a 11.383 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 teve perda de 2,55%, aos 8.456 pontos.

Mais conteúdo sobre:
Mercado FinanceiroEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.