Bolsas europeias fecham em baixa após dados dos EUA

As ações europeias caíram pelo segundo pregão consecutivo nesta terça-feira, lideradas pelo setor bancário e pelas montadoras, com os investidores diminuindo a exposição a risco após um relatório mostrar que a confiança do consumidor dos Estados Unidos caiu ao menor nível desde fevereiro.

REUTERS

28 de setembro de 2010 | 13h17

O cenário também foi prejudicado por outro dado mostrando que os preços de moradias nos EUA caíram em julho, em meio ao alto desemprego e às milhões de execuções de hipotecas.

O FTSEurofirst 300, índice com as principais ações europeias, fechou em baixa de 0,29 por cento, aos 1.070 pontos, após ter oscilado entre 1.061 e 1.077 pontos.

"Precisamos de evidências sólidas de que estamos indo para um crescimento sustentado", disse Ian Richards, estrategista de ações para a Europa do RBS.

Ações do setor financeiro foram algumas das que mais perderam, com o índice setorial STOXX Europe 600 caindo quase 1 por cento. Standard Chartered, Royal Bank of Scotland, Allied Irish Banks e o Bank of Ireland caíram entre 0,7 e 5,7 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,09 por cento, a 5.578 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,04 por cento, para 6.276 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 0,1 por cento, para 3.762 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib encerrou com variação negativa de 0,25 por cento, a 20.541 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou perda de 0,21 por cento, para 10.590 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve oscilação positiva de 0,01 por cento, a 7.473 pontos.

(Reportagem de Atul Prakash)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.