Bolsas europeias fecham em baixa com commodities

Índice pan-europeu Dow Jones Stoxx 600 caiu 0,5% para 244,96 pontos no fechamento da semana

André Lachini, da Agência Estado,

18 de setembro de 2009 | 15h22

As bolsas europeias caíram nesta sexta-feira, 18, pela primeira vez em quatro sessões, com as perdas nas empresas ligadas aos setores das commodities ajudando a tirar os índices das máximas do ano.

 

O índice pan-europeu Dow Jones Stoxx 600 caiu 0,5% para 244,96 pontos após ter atingido ontem o seu maior nível desde 3 de outubro e subido 58% sobre as mínimas de março. Na semana, o índice europeu subiu mais de 1%.

 

O índice francês CAC-40 caiu 0,2% para 3.827 pontos e o índice alemão DAX recuou 0,5% para 5.703,83 pontos. O principal índice da Bolsa de Londres, o FTSE 100, subiu 0,2% para 5.172,89 pontos.

 

"Nós percorremos um longo caminho muito rápido. Quedas de preços são esperadas. A força do mercado será realmente julgada nos dias ruins. Se as quedas de preços forem breves, isso será um sinal de um mercado muito forte", disse Oliver Russ, gestor de fundos na Argonaut Asset Management.

 

Os mercados financeiros no mundo inteiro tiveram um brusco crescimento desde que os investidores, em março, começaram a ter esperanças de que o ambiente econômico estava melhorando.

 

"O "salto de risco' tem sido o tema extraordinário nos mercados financeiros neste ano. O chamado mais importante para os investidores foi a volta dos ativos de risco, invés dos ativos livres de riscos", disseram estrategistas do portfólio do Citigroup.

 

Os estrategistas do Citigroup acreditam que as ações europeias e britânicas ainda estão atrativas, em comparação a outras classes de ativos, "dados os níveis recorde de baixa das posições cash, o rendimento dos bônus dos governo perto das mínimas históricas e o claro compromisso das autoridades de manterem a política monetária em curso".

 

O Goldman Sachs tem uma avaliação semelhante, ao dizer que "as ações agora parecem mais atrativas que o crédito, mesmo numa base ajustada ao risco".

 

Os investidores fizeram uma pausa na alta que elevou os preços das commodities, com a mineradora Anglo American caindo 2,5% e a siderúrgica ArcelorMittal recuando 1,6%.

 

Os fabricantes de automóveis também tiveram quedas nas ações, com os investidores avaliando o setor após o Salão Automotivo de Frankfurt. As ações da Renault caíram 3,5% e a Volkswagen declinou 6,7%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
mercado financeirobolsasEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.