Bolsas europeias fecham em baixa com temores sobre economia

As bolsas de valores europeias terminaram a quinta-feira em baixa, com a preocupação de investidores sobre o mercado de trabalho norte-americano apesar de uma queda nos pedidos semanais de auxílio-desemprego.

REUTERS

16 de setembro de 2010 | 12h52

Além disso, dados desanimadores sobre as vendas no varejo da Grã-Bretanha podem sinalizar desaceleração no ritmo de recuperação econômica.

O FTSEurofirst 300, indicador das principais ações da região, caiu 0,76 por cento, a 1.076.35 pontos --menor nível de fechamento em uma semana.

Os novos pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caíram para a mínima em dois meses na semana passada, enquanto as vendas no varejo britânico recuaram inesperadamente em agosto pela primeira vez em sete meses.

Ações de varejistas britânicas declinaram. Next, Marks & Spencer e Home Retail tiveram queda entre 0,2 e 0,8 por cento.

"O momento é difícil devido à combinação de elevado desemprego, bancos ainda não emprestando e os governos começando a implementar medidas de austeridade. Todos esses fatores não vão ser resolvidos do dia para a noite", afirmou Franz Weis, gestor de fundos da Comgest, em Paris.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,28 por cento, a 5.540 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX recuou 0,2 por cento, para 6.249 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,51 por cento, a 3.736 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,90 por cento, aos 20.684 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 cedeu 0,33 por cento, para 10.716 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve queda de 0,58 por cento, a 7.436 pontos.

(Por Harpreet Bhal)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.