seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Bolsas europeias fecham no maior patamar em 4 semanas

O principal índice de ações europeias teve nesta segunda-feira a quarta alta em uma série de cinco pregões, com destaque para os papéis do Barclays e para o setor de energia. O índice FTSEurofirst 300, principal referência dos mercados acionários europeus, subiu 0,6 por cento, para 831 pontos, maior patamar de fechamento desde 13 de janeiro. No ano, o indicador está agora praticamente estável, após ter mergulhado 45 por cento em 2008 devido à crise do setor financeiro e à perspectiva de recessão global. As ações de bancos avançaram, estimuladas pelo resultado melhor que o esperado do Barclays. Outras ações do setor bancário que subiram foram as de Deutsche Bank, Unicredit e Commerzbank. "Fundamentalmente, o mercado está se posicionando para um rali", disse Darren Winder, diretor de pesquisa em macroeconomia e estratégia na Cazenove, em Londres. Os papéis do setor de energia reduziram as perdas do início da sessão, à medida que os preços do petróleo avançavam. Os mercados acionários norte-americanos operavam voláteis perto do fechamento das bolsas de valores europeias. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 0,37 por cento, a 4.307 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,48 por cento, para 4.666 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 0,39 por cento, para 3.134 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou com avanço de 1,10 por cento, a 14.834 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 0,47 por cento, a 8.584 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve alta de 0,25 por cento, para 6.475 pontos. (Por Brian Gorman)

REUTERS

09 de fevereiro de 2009 | 15h36

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.