Bolsas européias recuam por bancos, mas mineradoras sobem

O principal índice de ações da Europacaiu pelo segundo dia seguido nesta terça-feira, puxado pelosbancos depois que o Royal Bank of Scotland anunciou uma emissãorecorde de direitos de subscrição. As ações de mineração epetróleo, porém, deram algum suporte ao mercado. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300caiu 0,61 por cento, para 1.303 pontos. As ações do segundo maior banco da Grã-Bretanha caíram 4,6por cento com a emissão de 12 bilhões de llibras (23,70 bilhõesde dólares) de direitos de subscrição. A companhia disse quetambém vai vender ativos para gerar 4 bilhões de libras emcapital neste ano. "Isso indica que a crise não acabou ainda, e que nóspodemos ver algumas surpresas", disse Carsten Klude,economista-chefe da M.M. Warburg, em Hamburgo. "O risco de que as previsões de lucro sejam muito altasprevalece. Especialmente as projeções para a segunda metade doano ainda estão muito otimistas", disse. As ações de mineradoras saltaram com a alta dos preços docobre em meio à greve na principal produtora, a Codelco.AKazakhmys subiu 4,1 por cento, a Xstrata avançou 2 por cento ea Antofagasta teve alta de 3,5 por cento. Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,3por cento, a 6.034 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX recuou 0,86 por cento, para6.728 pontos. Em Paris, o índice CAC-40 caiu 0,77 por cento, para 4.872pontos. Em Milão, o índice Mibtel encerrou em baixa de 0,60 porcento, a 25.390 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 registrou perda de 0,99 porcento, para 13.593 pontos. Em Lisboa, o índice PSI20 teve oscilação positiva de 0,08por cento, para 11.128 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.