Bolsas européias sobem 3,8% com rali de bancos

O mercado europeu de ações registrou valorização nesta segunda-feira, tendo rali pela segunda sessão. As ações ligadas ao petróleo e de bancos subiram, com sinais de destravamento de empréstimos interbancários e a possibilidade de um segundo pacote de estímulo nos Estados Unidos. O índice FTSEurofirst 300 das principais ações européias fechou com valorização de 3,8 por cento para 928 pontos, a máxima do dia. O indicador teve valorização de 4,2 por cento na sexta-feira, mas perdeu mais de 38 por cento até o momento neste ano, com a crise de crédito que colocou a economia global à beira de uma recessão. "Os mercados têm exagerado no pessimismo", disse Peter Dixon, economista do Commerzbank em Londres. "A maioria das notícias ruins já foi dada neste momento." O rali na Europa se estedeu nesta segunda-feira após Wall Street ter levado em consideração a notícia de que o chairman do Federal Reserve dos Estados Unidos, Ben Bernanke, ter dito que outro plano econômico pode ser necessário para reanimar o crescimento lento. Entre outros bancos europeus, o Royal Bank of Scotland registrou valorização de 23,2 por cento, os papéis do Barclays subiram 7,1 por cento e do HSBC registraram alta de 5,4 por cento. "Pela primeira vez em um tempo, os operadores puderam chegar em suas mesas e não tiveram de agir com pressa", disse David Evans, analista de mercado do BetOnMarkets.com. "As ações coordenadas dos governos centrais parecem ter atingido as suas marcas e as tentativas de rali de hoje pode continuar à medida que caçadores de pechinchas aparecem." Mas o Société Générale registrou queda de 3 por cento e o BNP Paribas recuou 1,9 por cento. Analistas do Merril Lunch disseram que o Société Générale e outros bancos europeus talvez precisem de mais aumento de capital. "O rali de hoje é um sinal animador, mas seria pouco usual para os mercados apaziguarem a volatilidade tão rapidamente", acrescentou Evans. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 5,41 por cento, a 4.282 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,12 por cento, para 4.835 pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 3,56 por cento, para 3.448 pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em alta de 2,65 por cento, a 16.969 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou valorização de 2,99 por cento, para 9.944 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve avanço de 2,03 por cento, para 6.824 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.