Bolsas europeias sobem e baixa liquidez limita dólar

Metais básicos também geram poucos negócios devido à proximidade do Natal

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

23 de dezembro de 2009 | 09h44

As bolsas europeias sobem, influenciadas pelos ganhos registrados na terça-feira, 22, nos Estados Unidos e nesta madrugada na Ásia, com papéis dos setores de matérias primas e bancário conduzindo o movimento. Traders devem buscar orientação nos indicadores econômicos sobre renda e gastos com consumo, às 11h30 (de Brasília), sobre o sentimento do consumidor da Universidade de Michigan, às 12h55 (de Brasília) e nas vendas de imóveis novos, às 13h (de Brasília).

 

As ações da Societé Générale subiam mais de 1% e as da ArcelorMittal somavam 1,2%. Às 9h35 (de Brasília), Londres registrava ganho de 0,81%; Frankfurt somava 0,43% e Paris operava com valorização de 0,67%.

 

No mercado de câmbio, o dólar oscila pouco contra as demais divisas. A libra cedeu em reação à divulgação da ata do Banco da Inglaterra, que não trouxe indicação de potenciais mudanças na atual política monetária e confirmou que a flexibilização quantitativa será mantida até fevereiro. A proximidade do Natal compromete os volumes, especialmente hoje que foi feriado no Japão. O euro registra pequena variação positiva contra o dólar, atribuída a realização de lucros. Mas traders dizem que o dólar pode retomar força com a divulgação dos indicadores econômicos norte-americanos mais tarde.

 

No mesmo horário acima, o euro subia para US$ 1,4254 e o dólar avançava para 91,80 ienes. A libra esterlina caía para US$ 1,59525.

 

Os metais básicos operam também limitados pela proximidade do Natal, com os poucos investidores presentes na expectativa dos indicadores dos EUA. Os contratos do petróleo registram pequena variação positiva, refletindo a divulgação ontem de queda nos estoques norte-americanos de petróleo e produtos, segundo o American Petroleum Institute. Por outro lado, a recente valorização do dólar evita maiores ganhos. Os investidores ficam agora de olho nos números sobre os estoques do Departamento de Energia (DOE), que serão divulgados às 13h30 (de Brasília).

 

Às 9h37 (de Brasília), o contrato do WTI, negociado na Nymex eletrônica, subia 0,27% para US$ 74,60 o barril; o contrato do brent era cotado em alta de 0,04% para US$ 73,49 o barril na ICE. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaEuropadólarações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.