Bolsas europeias sobem impulsionadas por Alemanha

Dado melhor que o esperado da Alemanha reanimou investidores, mas crise da dívida ainda preocupa

Danielle Chaves, da Agencia Estado,

24 de novembro de 2011 | 10h24

As bolsas europeias operam em alta, recuperando-se das fortes perdas de ontem, ajudadas por um dado melhor do que o esperado na Alemanha. Às 10h15 (de Brasília), Londres subia 0,39%, Paris avançava 1,31% e Frankfurt ganhava 1,28%, enquanto Lisboa tinha alta de 0,54% apesar de o rating de Portugal ter sido rebaixado para nível especulativo pela agência de classificação de risco Fitch. Os mercados dos EUA não abrirão hoje em razão do feriado de Ação de Graças.

Também colaboram para o tom positivo comentários de membros do partido União Democrata Cristã (CDU), da chanceler alemã Angela Merkel, de que as discussões sobre eurobônus podem continuar, embora não sejam apoiadas pelo atual governo.

O índice IFO de clima para negócios na Alemanha, que mede a confiança das empresas, subiu para 106,6 em novembro, acima da previsão de 105,1. O indicador foi recebido como um alívio depois do leilão de bônus fraco feito pelo governo do país ontem.

No entanto, apesar do avanço das ações, os operadores alertam que as preocupações sobre a crise de dívida europeia ainda são grandes. O assunto estará entre os tópicos da reunião de Merkel com o presidente da França, Nicolas Sarkozy, e com o primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, hoje em Estrasburgo, na França. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsaseuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.