Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsas europeias sobem por setor financeiro e commodities

Os principais índices de ações europeus fecharam em alta nesta sexta-feira, com o avanço dos papéis do setor financeiro após o resultado dos testes de estresse do governo norte-americano não ter sido tão ruim quanto o esperado. Ações de energia também subiram, na esteira da alta dos preços do petróleo.

REUTERS

08 de maio de 2009 | 13h22

O índice FTSEurofirst 300, referência dos mercados acionários europeus, subiu 1,68 por cento, para 865 pontos.

"Apesar de o mercado ter percorrido um longo caminho... após o bom desempenho dos últimos dois meses, os mercados estão parecendo um pouco 'overbought'. A maioria das pessoas espera algum tipo de consolidação, ainda que o mercado não pareça querer se consolidar", disse Mike Lenhoff, estrategista da Brewin Dolphin.

Os bancos contribuíram com os maiores ganhos do índice. As ações do Royal Bank of Scotland, que foi parcialmente nacionalizado, saltaram 14 por cento após o banco ter apresentado um pequeno prejuízo trimestral.

O forte crescimento das operações de banco de investimento reduziu o impacto das perdas no mercado de crédito, que totalizaram 5 bilhões de libras.

No setor de seguros, as ações da Swiss Re dispararam 17,8 por cento, enquanto corretoras elevavam o preço-alvo da companhia.

Reguladores norte-americanos informaram na véspera que os maiores bancos do país terão que levantar 74,6 bilhões de dólares em capital. Autoridades esperam que isso reestabeleça a confiança nas instituições financeiras e abra caminho para a recuperação da pior recessão em décadas.

Sinais de melhora para a economia norte-americana, inserida na recessão, vieram de dados que mostraram corte de 539 mil empregos em abril, o menor ritmo de demissões desde outubro e abaixo das previsões de economistas consultados pela Reuters.

Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em alta de 1,44 por cento, a 4.462 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 2,29 por cento, para 4.913 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 avançou 1,88 por cento, para 3.312 pontos.

Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou com valorização de 2,81 por cento, a 16.082 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou apreciação de 1,94 por cento, a 9.408 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 teve ganhos de 1,36 por cento, a 7.355 pontos.

(Reportagem de Joanne Frearson)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAEUROPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.