Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bolsas europeias tentam recuperação em dia de baixa liquidez

Feriado de fim de ano reduz volume de negócios e deve acentuar a volatilidade do mercado ao longo da sessão

Regina Cardeal, da Agência Estado,

28 de dezembro de 2010 | 09h25

As bolsas europeias ensaiam uma leve recuperação depois das quedas de ontem em reação à alta do juro anunciada no fim de semana na China. Mas a liquidez é baixa, por conta dos feriados de fim de ano, e deve acentuar a volatilidade do mercado ao longo da sessão.

Por volta das 9h05 (de Brasília), o índice CAC-40, da Bolsa de Paris, subia 0,36% para 3.875 pontos, enquanto o DAX, de Frankfurt, estava em alta de 0,08%, em 6.976 pontos. Ontem, Paris recuou 0,98% e Frankfurt cedeu 1,23%. Os mercados em Londres seguem fechados pelo feriado no Reino Unido.

Em Paris, as ações da Alcatel-Lucent subiram 1,5% mais cedo, segundo o site MarketWatch, depois de a companhia de telecomunicações ter concordado, ontem, em pagar US$ 137 milhões para encerrar um processo nos EUA em que era acusada de pagar propinas para conseguir negócios na América Latina e na Ásia.

As montadoras continuam na lista de baixas. As ações de montadoras tiveram alguns dos declínios mais acentuados da sessão de ontem, sofrendo pressão adicional da notícia de que o governo municipal de Pequim pretende limitar o número de licenças para a venda de automóveis no ano que vem para combater os engarrafamentos na cidade. A Associação de Concessionárias de Automóveis da China estima que a adoção dessa medida reduzirá em 50% as vendas de veículos novos na capital chinesa em 2011. Nesta manhã, Volkswagen caía 0,4% em Frankfurt e Peugeot cedia 0,5% em Paris.

Os investidores na Europa vão estar atentos aos dados que saem hoje nos EUA para buscar direção para o mercado. Às 12h, saem números de preços de moradias e, às 13h, serão divulgados o índice de confiança do consumidor, apurado pelo Conference Board, e o índice de atividade industrial regional do Fed de Richmond. As informações são das agências internacionais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.