Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bolsas na Europa abrem em alta pelo 5º dia consecutivo

Bom desempenho na Ásia contribui para recuperação, mas não cobre prejuízos.

Marcelo Crescenti, BBC

23 de agosto de 2007 | 08h44

As principais bolsas de valores da Europa voltaram a abrir em alta nesta quinta-feira pelo quinto dia consecutivo, mas ainda não recuperaram o prejuízo das últimas semanas.O bom desempenho das bolsas na Ásia contribui para a alta na Europa. Segundo analistas, a recuperação mostra que o mercado de ações está se estabilizando.Às 11h45 de Londres (7h45 de Brasília) a bolsa londrina operava em alta de 1%, assim como as bolsas de Paris e Frankfurt.No Japão, o índice Nikkei da bolsa de Tóquio fechou em alta de 2,6%. A bolsa de Hong Kong também fechou em alta de 2,8%, enquanto Cingapura registrou ganhos de 1,5%.Na China, a bolsa de Xangai chegou a quebrar um recorde, passando da marca dos 5.000 pontos e fechando em alta de 1%.Apesar da recuperação, a crise nas bolsas em todo o mundo, causada por problemas no mercado de crédito imobiliário de risco nos Estados Unidos, ainda não foi superada.A bolsa de Frankfurt, por exemplo, tinha acabado de passar da marca dos 8.000 pontos no fim de julho, antes do começo da crise. Nesta quinta-feira o índice Dax estava pouco abaixo dos 7.600 pontos.No mesmo período, o índice FTSE 100 de Londres caiu do patamar de 6.600 pontos para os atuais 6.200. Na bolsa de Paris, a queda acumulada também foi de cerca de 400 pontos - de 6.000 para o nível atual com cerca de 5.600 pontos.A notícia de que o banco americano Bank of America vai adquirir parte do banco imobiliário Countrywide, que estava à beira da falência, ajudou a acalmar os investidores europeus.No entanto, há quem aconselhe cautela: "Os próximos dias mostrarão se os índices ficam mesmo no patamar alcançado ou se recuam novamente", diz Michael Riesner, do banco suíço UBS.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
mercadoseuropaaltaásiarecuperação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.