Bolsas repetem queda e dólar, alta

Investidor vende ações e compra dólar para fazer remessas de recursos; juros também avançam e risco País cai

Paula Laier, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

04 de outubro de 2007 | 00h00

As Bolsas voltaram a cair, ontem, em meio às vendas de ações para embolsar lucros e a migração dos investidores para o mercado de dólar visando remessas de recursos. A Bovespa caiu 3,09%, a 60.098,6 pontos, com ofertas concentradas em papéis da Vale do Rio Doce e Petrobras. O giro na Bolsa paulista superou R$ 8 bilhões, inflado pela operação em que a Vale arrematou a subconcessão de um trecho de 720 quilômetros da Ferrovia Norte-sul. Em Wall Street, os investidores optaram pela cautela diante da espera pelo relatório do mercado de mão-de-obra de setembro, amanhã, que poderá abrir caminho para um novo corte no juro nos EUA no fim do mês. O dólar à vista subiu pelo segundo dia, a R$ 1,839 na BM&F (+0,85%) e no balcão (+0,77%). O juro de janeiro 2010 avançou a 11,28%. E o risco Brasil caiu 2,89%, a 168 pontos-base.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.