Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

Bolsonaro anuncia ampliação do Bolsa Família e 'alinhamento' com Estados sobre fronteiras 

Presidente diz que governo está combinando com Estados e municípios sobre decretos que garantam o tráfego de pessoas e cargas

Idiana Tomazelli, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2020 | 17h10

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro recorreu novamente ao Twitter para anunciar mais medidas de auxílio aos Estados. Segundo ele, o governo vai ampliar o programa Bolsa Família para contemplar 1,505 milhão de famílias, “praticamente zerando a fila dos requerentes”.

Na semana passada, a equipe econômica anunciou um aumento de R$ 3,1 bilhões no Orçamento do Bolsa Família, o que permitiria a inclusão de 1,2 milhão de famílias. Hoje, o presidente não especificou quanto de recursos serão destinados para ampliar o alcance do programa.

Bolsonaro disse ainda que o governo, por meio do Ministério da Infraestrutura, está fazendo um “alinhamento” com Estados e municípios sobre decretos que garantam o tráfego de pessoas e cargas, “garantindo a unidade e respeito ao que se propõe a Constituição”. A medida valerá para os espaços marítimo, aéreo e terrestre.

O presidente citou ainda que o governo federal vai comprar leitos de CTI para atender pacientes afetados pela covid-19 – mas não especificou o número de contratações. Outra medida será a liberação imediata de R$ 100 milhões para municípios por meio do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Bolsonaro disse ainda que quatro fábricas nacionais atuarão com “foco total” na produção de respiradores. O objetivo será produzir 3,5 mil unidades ao mês.

O presidente também informou que assinou autorização para concessão de empréstimo ao Estado de Alagoas, para ajudar no combate ao coronavírus. Ele não especificou o valor da operação. A medida segue ao Senado para aprovação em plenário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.