Isác Nobrega/Estadão
Isác Nobrega/Estadão

Bolsonaro diz que Brasil vive 'maior crise hidrológica da história' e vê problema para gerar energia

'Demos mais um azar aí', comentou presidente a apoiadores sobre falta de chuvas no País; desde abril, especialistas falam em risco de desabastecimento

Vinícius Valfré, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2021 | 22h32

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 10, que o Brasil terá um novo "problema sério" pela frente em razão da falta de chuvas. Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, Bolsonaro previu mais uma "dor de cabeça", desta vez para a geração de energia elétrica.

"Nós estamos com um problema sério pela frente. Estamos vivendo a maior crise hidrológica da história. Eletricidade. Vai ter dor de cabeça. Não chove, né? É a maior crise que se tem notícia. Demos mais um azar aí” disse o presidente.

Bolsonaro observou que as chuvas previstas até março foram muito abaixo da expectativa, o que fez o cenário se agravar. "Mas tudo bem, vamos tentar aí, ver como que a gente pode se comportar aí", afirmou. 

Desde meados de abril, especialistas vêm falando em risco de desabastecimento por causa da falta de chuvas. No primeiro trimestre de 2021, as chuvas que caem na região que abastece o Sistema Cantareira, em São Paulo, registraram o mais baixo índice desde o final da última crise hídrica, em 2016. 

As declarações de Bolsonaro foram feitas em conversa com eleitores que o aguardavam no retorno ao Alvorada, no início da noite. O presidente não mencionou, porém, nenhuma ação ou estratégia para atacar o problema de energia elétrica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.