Alan Santos / Agência Brasil
Alan Santos / Agência Brasil

Bolsonaro diz que expectativa com futuro chefe do BNDES é a 'melhor possível'

'Jovem, empreendedor, inteligente, tem tudo para dar certo', disse o Presidente, que ainda rebateu as críticas de Maia à demissão de Levy

Amanda Pupo, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2019 | 10h23

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou na manhã desta terça-feira, 18, que a expectativa com o nome indicado para a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, é "a melhor possível". "Jovem, empreendedor, inteligente, tem tudo para dar certo", disse Bolsonaro a jornalistas após a cerimônia de hasteamento da bandeira no Palácio do Planalto, que antecedeu a reunião de conselho do governo. 

Bolsonaro comentou ainda que conhecia Montezano porque já morou no mesmo prédio do futuro chefe do BNDES. "Já o conhecia, por coincidência, ele já morou num prédio onde morei. Não tem nada a ver uma coisa com outra, coincidência apenas", disse o presidente. Pessoa à frente do banco nos últimos meses, Joaquim Levy pediu demissão da presidência do BNDES no último domingo, após Bolsonaro ameaçar tirá-lo do cargo publicamente. 

Questionado sobre as críticas feitas pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ao episódio, Bolsonaro respondeu que é a "opinião pessoal" do deputado federal e que as pessoas são "livres para criticar". "Opinião pessoal dele respeitamos, somos livres para criticar", disse. 

Nos últimos dias, Maia fez críticas ao governo, uma delas envolvendo a saída de Levy do cargo. O presidente da Câmara disse ao Estado que ficou "perplexo" pela forma como o ministro da Economia, Paulo Guedes, tratou o subordinado.

O deputado federal também reclamou da forma como Guedes avaliou o parecer da reforma da Previdência, apresentado pelo relator da proposta na Comissão Especial, Samuel Moreira (PSDB-SP). Ao ser questionado sobre as críticas do ministro da Economia, Bolsonaro respondeu "que ambos podem criticar". "Guedes também, assim como Rodrigo Maia, ambos podem criticar, não vejo problema nenhum em criticar, ouço as criticas de todo mundo, eu sou o que menos critica aqui", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.