Antonio Cruz/ Agência Brasil
Antonio Cruz/ Agência Brasil

Bolsonaro diz que há 'zero' chance de privatizar Banco do Brasil e Caixa

Segundo o presidente, comentário sobre venda de banco teria sido feito por 'servidor de terceiro escalão'

Mateus Vargas, O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2019 | 11h42

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro negou, nesta quarta-feira, 4, que o governo esteja estudando formas para privatizar o Banco do Brasil. "Servidor de terceiro escalão falou aquilo (sobre privatizar o banco), não tenho nada a ver com isso. Não tenho como controlar centenas de milhares de servidores do Brasil, tá certo? Na minha parte, não existe qualquer intenção de pensar em privatizar Banco do Brasil ou Caixa Econômica, zero", declarou o presidente em frente ao Palácio da Alvorada.

Em entrevista ao jornal O Globo, publicada no domingo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, declarou que o governo estuda vender uma estatal com potencial de arrecadação de R$ 250 bilhões. O ministro, porém, não quis dizer o nome da empresa. O valor de mercado do BB, porém, não chega a esse valor. 

Na terça-feira, o jornal carioca disse que a privatização do BB "chegou a ser abordada" durante reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), há duas semanas. No entanto, o próprio Ministério da Economia negou, em nota, que pretenda privatizar BB, Caixa e Petrobrás. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.