Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil - 13/1/2019
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil - 13/1/2019

Bolsonaro diz que intenção dos EUA de priorizar Brasil na OCDE é 'notícia bem-vinda'

Presidente disse que já conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o assunto, mas não quis falar sobre um prazo para a entrada do País no organismo

Mateus Vargas, O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2020 | 09h32

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira, 15, que a intenção dos Estados Unidos de priorizar a entrada do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) "é uma notícia bem-vinda".  "A gente vinha trabalhando há meses, de forma reservada", afirmou. 

O presidente disse que já conversou com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o assunto, mas não quis falar sobre um prazo para a entrada do País no organismo. "São mais de 100 requisitos, estamos bastante adiantados, na frente da Argentina", disse Bolsonaro. "Não posso falar de prazos, não depende apenas do (presidente dos EUA, Donald) Trump. Pelo Trump, a gente já estava lá. Depende de outros países”, completou. 

Na terça, 14, a Embaixada dos EUA em Brasília e um porta-voz do Departamento de Estado americano afirmaram em nota que "os EUA querem que o Brasil seja o próximo país a começar o processo de adesão para a OCDE". Segundo fontes ouvidas pelo Estadão/Broadcast, a posição será formalizada nesta quarta-feira, 15, em reunião do Conselho da OCDE com representantes dos países membros, em Paris.

Bolsonaro não quis falar sobre se vinha tratando do tema diretamente com o presidente dos Estados Unidos. Ele comentou que as conversas que mantém com chefes de Estado são reservadas. O presidente destacou ainda que essa intenção dos EUA sinaliza que o mundo está recuperando a confiança no Brasil. "Estamos mostrando que o Brasil é um país viável", disse Bolsonaro.

As declarações do presidente foram feitas nesta manhã na frente do Palácio da Alvorada, onde ele falou com a imprensa e tirou fotos com apoiadores. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.