Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

'Bolsonaro é um escolhido de Deus', diz ministro da Infraestrutura

Novo ministro se comprometeu em incentivar as concessões de infraestrutura ao setor privado e valorizar o trabalho de servidores do Dnit, responsável pela gestão das rodovias federais do País

André Borges e Lu Aiko Otta, O Estado de S.Paulo

02 de janeiro de 2019 | 16h46

Brasília – O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, aproveitou a sua cerimônia de posse do cargo para afirmar que a chegada do presidente Jair Bolsonaro ao Palácio do Planalto não é apenas resultado de uma eleição democrática, mas também de intervenção divina.

Em discurso de posse realizado para centenas de pessoas no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Tarcísio disse lembrou a facada que atingiu Bolsonaro durante sua campanha e disse que o candidato do PSL foi “escolhido de Deus”. 

“Tenho certeza de que o presidente Bolsonaro é um escolhido, não só um escolhido pela população brasileira, que lhe outorgou essa condição, que manifestou seu desejo de mudança, mas é um escolhido de Deus. Do contrário, não teria escapado do atentado”, afirmou o novo ministro.

Em sua fala, Tarcísio se comprometeu em incentivar as concessões de infraestrutura ao setor privado e valorizar o trabalho de servidores do Dnit, responsável pela gestão das rodovias federais do País. A cerimônia de posse contou com a presença de ex-ministros dos Transportes do governo Dilma Rousseff, como Paulo Sergio Passos e Cesar Borges. 

O mais recente ex-ministro da pasta, Valter Casimiro, não compareceu ao encontro, soba justificativa de que teria que trabalhar em seu novo posto, como secretário de transportes do governo do Distrito Federal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.